CÂMARA DE IBICARAÍ

CÂMARA DE IBICARAÍ

quarta-feira, 27 de novembro de 2013

38 famílias são beneficiadas no PNHR com casas na zona rural de Ibicaraí

 
Texto: Arnold Coelho – Fotos: Raimundo Gomes

  Aconteceu na tarde de quarta-feira (27), na Câmara de Vereadores de Ibicaraí, uma reunião entre a Prefeitura de Ibicaraí e a Associação Comunitária Rural da Região do Andrezão. Na oportunidade os representantes das 38 famílias beneficiadas pelo Programa Nacional de Habitação Rural (PNHR), discutiram junto ao Gestor Municipal de Convênios, Romilso Ferreira Santos, assuntos relativos à construção de 38 casas na zona rural. Os contemplados tiveram o cadastro efetivado, com a entrega de documentos e a atualização de informações, além da promessa do gerente da Caixa Econômica Federal, Humberto Santana, que até o dia 20 de dezembro todos os contratos estarão assinados e o início das obras acontecerá a partir de janeiro de 2014.
  Nessa primeira etapa serão 38 casas, que beneficiarão a região do Andrezão; da Fazenda Salvadora, na região Dos Teixeiras; das Iscas; do Córrego Grande e do Jacarandá. Romilso lembrou que essa luta já dura mais de quatro anos e que já existe um projeto para uma segunda etapa com 120 novos cadastros, com cerca de 60 aprovados, dentro das exigências pedidas pela CEI. Por último Romilso disse que acontecerão outras reuniões até a construção das casas e lembrou que o contemplado que faltar em três reuniões seguidas perderá o benefício.
  A reunião contou ainda com a presença do Prefeito Lenildo Santana, do secretário de Agricultura Carlos Durval Fraga (Kakalo); do vereador Alam; do gerente da Caixa Econômica, Humberto Santana; do representante da EBDA, Luiz Adalberto Matos (Beto de Teta) entre outros.
  O gerente da Caixa Econômica, Humberto Santana, falou da importância do Minha Casa, Minha Vida na Zona Rural. Humberto lembrou que a Caixa está em Ibicaraí há mais de 30 anos com essa bela parceria com o povo dessa terra e finalizou dizendo que fará o possível para deixar todos os contratos assinados antes da data prevista.
  O prefeito Lenildo Santana falou das dificuldades encontradas para a aprovação desse projeto. O prefeito lembra que são 38 casas que serão construídas no meio rural com total fiscalização da CEF. Lenildo também lembrou que é importante que os beneficiários participem de todas as reuniões, para não ficarem de fora do processo. ”Só ganha casa quem realmente precisa e a CEF fiscalizará de perto todo o processo”, disse o prefeito. Por último Lenildo falou que as casas terão 49 metros quadrados, com sala, dois quartos, cozinha e banheiro e que serão no mesmo padrão das casas construídas no fundo da fábrica de chocolate.
  O presidente da Associação Comunitária Rural da Região do Andrezão, Cesar Guarda, falou da dificuldade e da burocracia desse processo, mas lembrou que esse sonho está se tornando realidade. Cesar também agradeceu ao prefeito Lenildo Santana pela preocupação com o meio rural e pelo empenho para que esse projeto acontecesse.
  O Secretário de Agricultura Carlos Durval Fraga (Kakalo), falou da alegria de poder fazer parte dessa conquista, lembrando que quem ganha sempre é a agricultura familiar. “São ações como essa que têm melhorado a vida dos que moram na zona rural”, disse Kakalo.
  O representante da EBDA, Luiz Adalberto Matos (Beto de Teta), falou da importância dessas políticas públicas voltadas para o homem do campo e lembrou muito ainda falta muito, mas existem avanços e essas casas são a prova disso.

  

Nenhum comentário:

Postar um comentário

BAHIA- Bolsa Presença injeta mais de R$ 215 milhões na economia baiana, no primeiro semestre de 2024

  Secom  - Secretaria de Comunicação Social - Governo da Bahia Além de reforçar a segurança alimentar das famílias dos estudantes da rede es...