DAHIANA DIVULGAÇÃO

DAHIANA DIVULGAÇÃO

IPTU 2018

IPTU 2018

BANNER CALENDÁRIO

BANNER CALENDÁRIO

ADAUTO NASCIMENTO

ADAUTO NASCIMENTO

SAAE

SAAE

terça-feira, 13 de novembro de 2018

Vendas do comércio caem 1,3% e setor tem pior setembro desde 2000

Números do IBGE mostram perda de ritmo na recuperação do setor e vendas estagnadas no 3º trimestre. Em 12 meses, avanço desacelerou de 3,3% em agosto para 2,8% em setembro.
Por Daniel Silveira e Darlan Alvarenga, G1 — Rio de Janeiro e São Paulo
  
Comércio de Campina Grande, Paraíba — Foto: Junot Lacet Filho/Jornal da Paraíba/Arquivo
As vendas do comércio varejista brasileiro tiveram uma queda de 1,3% em setembro na comparação com agosto, informou nesta terça-feira (13) o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Na comparação com setembro do ano passado, houve alta de 0,1%.

De acordo com a gerente da pesquisa, Isabella Nunes, trata-se do pior setembro da série histórica da pesquisa, iniciada em 2000. Além disso, foi o resultado mais negativo desde março de 2017, quando houve queda de 1,9% na comparação com o mês imediatamente anterior.

Os números do IBGE mostram um perda de ritmo na recuperação do setor. Com a queda de setembro, o varejo passou a acumular alta de 2,3% no ano. Em 12 meses, o avanço desacelerou de 3,3% em agosto, para 2,8% em setembro.

Vendas no comércio - mensal
Comparação com o mês imediatamente anterior, em %
0,80,8-0,6-0,60,90,9-0,5-0,50,80,8000,90,91,11,1-1,2-1,2-0,2-0,2-0,4-0,422-1,3-1,3Set/17Out/17Nov/17Dez/17Jan/18Fev/18Mar/18Abr/18Mai/18Jun/18Jul/18Ago/18Set/18-1012-23
Fonte: IBGE
A queda das vendas acontece após uma alta expressiva de 2% em agosto – resultado que foi revisado após leitura inicial de alta de 1,3% divulgada anteriormente.

"A base de comparação elevada traz um impacto para este mês de setembro", ponderou Isabella. Ela lembrou também que no ano passado, no mesmo período, havia ainda a liberação de recursos do FGTS e do PIS, o que promoveu maior consumo das famílias.

No consolidado do 3º trimestre, o setor apresentou estabilidade (estagnação) no comparativo com trimestre imediatamente anterior, após alta de 0,8% no segundo trimestre e de 1% nos primeiros três meses do ano. Já na comparação com o 3º trimestre do ano passado, houve avanço de 1%.
00:00/01:13
Vendas do comércio caem 1,3% e setor tem pior setembro desde 2000. E eu com isso?
Perda de fôlego
O resultado veio pior que o esperado pelo mercado. A expectativa em pesquisa da Reuters era de baixa de 0,20% na comparação mensal e de avanço de 1,60% sobre um ano antes.
Desde abril, quando ocorreu a greve dos caminhoneiros, os resultados acumulados no ano e em 12 meses perderam ritmo de forma sistemática, apresentando ligeira recuperação em agosto, mas voltando a cair em setembro.

"Mas a leitura continua a mesma, de uma trajetória de recuperação. Apesar da perda de fôlego na passagem de agosto para setembro, os resultados acumulados continuam positivos", destacou a pesquisadora.

Com o resultado de setembro, o comércio ficou 7,3% abaixo do seu nível recorde, alcançado em outubro de 2014. Segundo o IBGE, o patamar atual é equivalente ao do que era observado em novembro de 2015. Em agosto, estava 6,1% abaixo do pico.

Vendas no comércio - acumulado em 12 meses
Em %
-0,7-0,70,30,31,11,12,12,12,42,42,92,93,83,83,73,73,73,73,63,63,23,23,33,32,82,8Set/17Out/17Nov/17Dez/17Jan/18Fev/18Mar/18Abr/18Mai/18Jun/18Jul/18Ago/18Set/18-1012345

Fonte: IBGE
Maiores quedas
No varejo ampliado, que inclui as atividades de veículos e motos e materiais de construção, as vendas caíram ainda mais em setembro: 1,5%.

Segundo o IBGE, 6 das oito atividades pesquisadas registraram queda em setembro. O que mais pesou no resultado negativo de setembro foram as vendas de combustíveis e nos supermercados, que recuaram, respectivamente, 2% e 1,2%, na comparação com agosto. Os dois grupamentos foram também os mais pressionados pela inflação no período.

Vendas do comércio por segmento:
·         Combustíveis e lubrificantes: -2%
·         Hipermercados, supermercados, produtos alimentícios, bebidas e fumo: -1,2%
·         Tecidos, vestuário e calçados: 0,6%
·         Móveis e eletrodomésticos: 2%
·         Artigos farmacêuticos, médicos, ortopédicos, de perfumaria e cosméticos: -0,4%
·         Livros, jornais, revistas e papelaria: -1%
·         Equipamentos e material para escritório, informática e comunicação: -0,2%
·         Outros artigos de uso pessoal e doméstico: -1%
·         Veículos e motos, partes e peças: -0,1%
·         Material de construção: -1,7%

A pesquisadora do IBGE destacou que a deterioração do mercado de trabalho tem relação direta com o baixo desempenho do comércio. Embora a massa de rendimento esteja aumentando, ela se dá por meio da ocupação informal, já que não têm sido gerados postos de trabalho com carteira assinada.

"Enquanto a gente não reverter essa situação fica muito difícil da gente ter um volume maior de vendas no varejo. Obviamente, o trabalhador com renda informal não tem tanto poder de consumo como aquele que tem assegurado benefícios", disse.

Vendas caem em em 16 das 27 unidades da Federação
Na passagem de agosto para setembro, as maiores quedas nas vendas ocorreram na Paraíba (-6,4%), Minas Gerais (-3,1%) e Goiás (-2,0%). Por outro lado, houve altas em 11 das 27 Unidades da Federação, com destaque para Rondônia (8,4%), Tocantins (2,9%) e Acre (2,1%).

Perspectivas
Com o desemprego ainda elevado, a economia brasileira tem mostrado um ritmo de recuperação ainda lento em 2018, mas nos últimos meses melhorou o otimismo dos empresários.


A confiança do comércio subiu em outubro e atingiu o maior nível em cinco meses, voltando para níveis anteriores à greve dos caminhoneiros, sugerindo que o pior momento do setor começa a ficar para trás.


Após divulgação de alta de apenas 0,2% no PIB no 2º trimestre, analistas do mercado passaram a projetar um crescimento de pouco mais de 1% em 2018. Segundo a última pesquisa Focus do Banco Central, a expectativa do mercado é que a economia cresça 1,36% em 2018, menos da metade do que era esperado do começo do ano.

Polícia analisa vídeo para identificar assaltantes que mataram médico a tiros em SP


O gastroenterologista Roberto Kikawa, criador da Carreta da Saúde, foi baleado e morto durante tentativa de assalto na noite de sábado (10) na Zona Sul da capital. Criminosos fugiram.
Por Kleber Tomaz, G1 SP
  ora 1
--:--/--:--
      Polícia de SP procura os assassinos do médico Roberto Kikawa
A Polícia Civil analisa imagens de câmeras de segurança para tentar identificar os dois homens que participaram do assassinato do médico Roberto Kunimassa Kikawa durante tentativa de assalto na noite do último sábado (10) na Zona Sul de São Paulo. Um dos criminosos atirou duas vezes na vítima. Os assaltantes fugiram sem levar nada.

Roberto estava no seu carro, um Jeep Compass branco, avaliado em mais de R$ 100 mil, estacionado na Rua do Manifesto, no Ipiranga. Dentro dele também estavam a secretaria e a filha. Elas não se feriram.

Roberto tinha 48 anos, era gastroenterologista e criador do projeto Carretas da Saúde que disponibiliza assistência médica a pessoas carentes.

O caso é apurado pelo 17º Distrito Policial (DP), no Ipiranga. De acordo com a investigação, a principal hipótese é a de que Roberto tenha sido morto pelos criminosos ao ser confundido com policial.
“Você é parça? Você é polícia? Atira nele, atira nele!'

— disseram os assaltantes para o médico, segundo uma das testemunhas relatou à investigação

Policiais ouvidos nesta terça-feira (13) pelo G1 contaram que ainda não é possível saber se os criminosos queriam roubar o carro do médico ou dinheiro e objetos de Roberto.

Pelas filmagens dos vídeos é possível ver dois homens se aproximando do carro, abrindo a porta do veículo e ameaçando o médico, que está ao volante.
Segundo sua secretária, nesse momento Roberto se desesperou porque não conseguia destravar o cinto de segurança para sair do automóvel. Foi então que os criminosos perguntaram se o médico era policial e um deles atirou, fugindo em seguida.

Dois disparos atingiram a vítima na barriga e no braço. Roberto ainda chegou a ser socorrido ao Hospital do Ipiranga, mas não resistiu aos ferimentos e morreu.

A secretaria e a filha, que tinham acabado de jantar com o médico, não se feriram. Roberto estava dando carona a elas para voltarem para a casa onde moravam.
O médico gastroenterologista Roberto Kunimassa Kikawa — Foto: Renato Stockler/CIES Global/Divulgação
Investigação
Há aproximadamente duas semanas, um policial civil impediu um assalto na mesma região e baleou dois suspeitos. Um deles foi preso e o outro fugiu.

Investigadores apuram se esse caso poderia ter relação com a morte do médico. O agente estava à paisana num carro particular da mesma cor e modelo parecido com o de Roberto quando trocou tiros com os bandidos.
Os policiais querem saber se os criminosos baleados pelo agente naquela ocasião conheciam a dupla que matou o médico.

Outros vídeos, que mostram homens roubando motoristas em seus carros na região, estão sendo analisados para comparar os criminosos com os bandidos que atiraram em Roberto para ver se são os mesmos.


O corpo de Roberto foi enterrado no Cemitério da Consolação, Centro da capital, na segunda-feira (12).

segunda-feira, 12 de novembro de 2018

IBICARAÍ - Prefeitura inaugura Casa Acolhedora



 ASCOM Ibicaraí
Na tarde do dia 09 de novembro, o prefeito Lula Brandão, juntamente com o seu secretariado e demais membros da equipe da secretaria de Assistência Social, fizeram a inauguração da “Casa Acolhedora”.
Durante o evento, foi realizada uma oração pelo Pastor Valdelino, juntamente com todos os presentes, a fim de abençoar aquele espaço de acolhimento para crianças e adolescentes de 0 a 17 anos e onze meses.

Na sequência, o Prefeito Brandão, a Secretária de Assistência Social Alesandra Brandão, o Secretário de Governo Givanilson Francisco (Van) e o Pastor Valdelino, fizeram o “corte simbólico” da fita de inauguração da Casa Acolhedora.
Vários dos presentes usaram da palavra para parabenizar tanto ao prefeito, como a toda equipe que compõe a Secretária de Assistência Social, entre eles o radialista Josevan Dias, o Oficial de Polícia Capitão Gilvan, a presidente do Conselho tutelar Silvana Santana, a Coordenadora do Creas e responsável pela Casa Acolhedora Joilda Andrade da C. Souza e a Vereadora Mary da Saúde.

Na sequência a Coordenadora do Suas, Juliana Costa, que estava conduzindo os trabalhos, passou a palavra para a Secretária de Assistência Social Alesandra Brandão, que saudou a todos o presentes: “Quero agradecer primeiramente ao Sr. Deus, a todos vocês aqui presentes, a toda minha equipe do Social, dizer o quanto é importante à presença de todos vocês e que precisamos também da ajuda de todos, para podermos realizar um trabalho digno para nossas crianças e adolescentes. Que cada um de vocês possa contribuir da forma que lhes for possível. Juntos seremos mais fortes e desempenharemos um esforço bem mais forte em prol das nossas crianças e adolescentes. Obrigado a todos”. Disse Alesandra.

Encerrando o evento, o prefeito Lula Brandão, falou de suas alegrias por tudo de bom que têm acontecido durante tão pouco tempo de governo, da aprovação de suas contas pelo TCM-BA, referente ao exercício financeiro do ano de 2017 e daquela inauguração tão importante. “É muito gratificante estarmos inaugurando essa Casa Acolhedora num espaço como este. Fico feliz por contarmos também com a parceria do nosso Poder Judiciário local, com os nossos vereadores, com a nossa Policia Militar, com os nossos Conselheiros Tutelares e, também, com toda a nossa equipe União e Trabalho. Agradeço a Deus em primeiro lugar, a minha esposa e Secretária do Social Alesandra Brandão e toda sua equipe, que não medem esforços para que as coisas aconteçam da melhor forma possível. Breve teremos muitas outras noticias boas para o nosso município. Deus Abençoe a todos”. Disse o prefeito.
A Casa Acolhedora, é um espaço gentilmente cedido pelo Poder Judiciário local, através do Exmº Sr. Dr. Juiz de Direito Alex Venicius. Ficará sob a responsabilidade da Secretaria de Assistência Social, tem características residenciais, sem placas de Natureza Institucional, com endereço sigiloso para preservação da identidade e integridade do público atendido, que são crianças de 0 a 17 anos e onze meses de idade. A casa funcionará ininterruptamente por 24h, podendo abrigar até 20 crianças e adolescentes que se encontrem em situação de risco ou abandono pelos seus pais ou responsáveis.
Presentes a este evento, estavam ainda o Controlador Geral do município Sóstenes Santos, o Secretário de Cultura Lucas Cardoso, a Coordenadora do Bolsa Família Daniela Santos, o presidentedo CMDCA Otávio Mateus, os Oficiais de Polícia Capitão Gilvan, Tenente PM Klawson, Tenente PM Marçal e o jornalista e blogueiro Erasmo Barbosa, do Bahia Extra.

Enem 2018: gabarito oficial sai na quarta (14); veja resolução no G1

Nesta segunda (12), o G1 fará um programa ao vivo às 14h com professores explicando as 10 questões mais difíceis e polêmicas do Enem.
Por G1
O gabarito oficial do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) só será divulgado na quarta-feira (14) pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep). Na mesma data, o governo também vai divulgar os cadernos de prova.

Enquanto a correção oficial não sai, o G1 apresenta o gabarito extraoficial e a resolução comentada de todas as questões.

Nesta segunda-feira (12), o G1 também terá um programa ao vivo em que os professores explicam as 10 questões mais difíceis e polêmicas do Enem. Ele começa às 14h.

Os candidatos que fizeram o Enem 2018 podem enviar dúvidas pelo Twitter usando a hashtag #G1noEnem. Professores do Sistema COC de Ensino vão explicar o raciocínio para resolver as dez questões.
1º dia teve Henfil, '1984' e Rosa Parks
Temas do primeiro dia do Enem 2018: Crise hídrica, feminismo no Miss Peru 2017, Todorov e a conquista da América, o ônibus de Rosa Parks, '1984' de George Orwell e carta de Henfil a Geisel — Foto: Reprodução
primeiro dia do Enem 2018 pediu aos estudantes diversos conceitos de filosofia – de Epicuro, na Grécia Antiga, até Guy Debord, na modernidade. Em linguagens, os destaques foram para um trecho da obra "1984", de George Orwell, os 70 anos da Declaração Universal dos Direitos Humanos e a Agenda 2030 da ONU e o "protesto feminista" feito pelas candidatas do Miss Peru 2018.

Redação sobre manipulação de dados
O tema pedido na redação aos estudantes que prestaram Enem foi "Manipulação do comportamento do usuário pelo controle de dados na internet". A prova teve quatro textos motivadores, sendo que três deles são trechos de reportagens e um trouxe um gráfico com dados.

2º dia teve Minecraft e 30 minutos a mais
Avatares de alunos no MinecraftEdu, versão do jogo de cubos voltado à educação — Foto: Reprodução/ Minecraft
O segundo dia de provas do Enem 2018 teve questões sobre mutação genética, rastreamento de bagagem nos aviões e corrente elétrica dos peixes. Uma questão que se destacou foi inspirada no popular game Minecraft e exigiu dos candidatos conhecimentos para calcular a dimensão de um cubo.


Núcleo de Inteligência vai apurar 25 mil indícios de irregularidade em contas de campanhas

Cruzamento de informações resultou até o fim de outubro em suspeitas que envolvem R$ 53 milhões em gastos e doações, a maioria por suposta burla à proibição de doação por empresas.

Por Mariana Oliveira e Rosanne D’Agostino, TV Globo e G1 — Brasília

Técnicos do Núcleo de Inteligência da Justiça Eleitoral, que reúne diversos órgãos de fiscalização, identificaram até o fim de outubro 25.064 indícios de irregularidades nas prestações de contas dos candidatos nas eleições deste ano.

As suspeitas envolvem doações e gastos de campanha de candidatos a deputado, senador, governador e presidente. O total de recursos sob suspeita soma R$ 53,7 milhões. A principal suspeita diz respeito a artifícios empregados por empresas para fazer doações a candidatos, o que é proibido por lei.
O Núcleo de Inteligência envolve especialistas de:
·         Tribunal Superior Eleitoral (TSE)
·         Tribunal de Contas da União (TCU)
·         Ministério Público Federal (MPF)
·         Receita Federal
·         Polícia Federal
São técnicos desses órgãos que vão avaliar se efetivamente houve fraude. Não foram divulgados nomes dos candidatos com indícios de irregularidades nas contas porque a questão ainda será investigada.

Se confirmadas fraudes, doadores de campanhas, fornecedores e políticos beneficiados podem sofrer punições, entre as quais multa, suspensão de repasses de recursos públicos e até cassação do mandato no caso dos eleitos.
— Foto: Editoria de Arte / G1

Indícios mais comuns
Os indícios de irregularidades mais verificados entre os doadores e fornecedores nas prestações de contas deste ano são os seguintes:

·         Funcionários de empresas - Os técnicos do núcleo de inteligência suspeitam que doações de funcionários de uma mesma empresa para um mesmo candidato sejam uma forma de burlar a proibição de financiamento por parte de empresas. Desde as eleições municipais de 2016, as campanhas só podem receber recursos públicos ou doações de pessoas físicas.

·         Bolsa Família - Também foram registrados casos de doações de cidadãos cadastrados no Bolsa Família e cujas doações são incompatíveis com a renda declarada.
·         Doador morto - Há ainda situações em que o doador já havia falecido, segundo registro de óbito.

·         Empresário parente - Entre os fornecedores, há casos que envolvem empresas que prestaram serviços para a campanha e cujos donos têm relação de parentesco com o candidato, o que é considerado suspeito.

·         Empresas de filiados a partidos - Outra suspeita recai sobre empresas criadas recentemente, depois de 2015, com algum dos sócios filiado a partido político.
00:00/06:17
Empresas estão impedidas de fazer doações para campanhas eleitorais
Apresentação das contas
A expectativa é de que o total de 25 mil casos com indícios de irregularidade aumente muito porque, depois do fim de outubro, muitos candidatos prestaram novas informações sobre gastos e arrecadação.

Na última sexta-feira (6), o TSE divulgou balanço final de prestações de contas de campanha entregues por partidos e candidatos que disputaram o primeiro turno - das 28.070 prestações de contas aguardadas, foram entregues 19.255, o que corresponde a 68,6% do total. Portanto, 31,4% não entregaram.

Toda a documentação entregue à Justiça Eleitoral por partidos e candidatos é disponibilizada na íntegra no portal do TSE para consulta pública.


Segundo o TSE, a medida permite que candidatos, partidos, profissionais da imprensa, órgãos de fiscalização do Estado e qualquer cidadão tenham acesso aos documentos comprobatórios das prestações de contas dos candidatos e das legendas nas eleições deste ano.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...