sexta-feira, 27 de maio de 2011

SAIBA MAIS-Últimos momentos do voo AF447 antes da queda no mar

PARIS (Reuters) - Veja abaixo uma lista dos acontecimento com o voo AF447 da Air France e as últimas palavras dos pilotos, divulgadas em uma atualização da investigação conduzida pelo BEA, a autoridade francesa que investiga acidentes aéreos.
O Airbus A330 caiu no oceano Atlântico após decolar em 31 de maio de 2009 do Rio de Janeiro para Paris, matando todas as 228 pessoas a bordo. O BEA deve publicar um relatório mais completo nos próximos meses.
As informações a seguir foram tiradas da tradução em inglês feita pelo BEA da atualização da investigação, divulgada nesta sexta-feira.
O capitão e dois co-pilotos estavam a bordo. O BEA se refere ao piloto comandando a aeronave -- na maior parte do tempo analisado o menos experiente dos três pilotos -- como "PF", enquanto o piloto fora dos controles é chamado de "PNF".
Os horários são do meridiano de Greenwich (três horas à frente do horário de Brasília).
31 de maio de 2009, 22h29 GMT - Decolagem.
1o de junho, 1h55 - O capitão acordou o segundo co-piloto, disse: "Ele vai assumir meu lugar" e deixou o cockpit.
2h06 e 04 segundos - O PF chamou a tripulação de cabine, pedindo que ficasse atenta porque havia turbulência a caminho. "Vai sacudir um pouco mais do que agora", disse.
2h08 e 07 segundos - O PNF disse "talvez você possa ir um pouco para a esquerda" e o avião iniciou uma curva suave para a esquerda. A turbulência aumentou ligeiramente e a tripulação decidiu reduzir a velocidade.
A partir de 2h10 e 05 segundos - Pilotagem e aceleração automáticas desligadas e o PF disse: "Assumi os controles". O avião começou a inclinar para a direita e o PF tentou erguer o nariz para a esquerda. O alerta de pane soou duas vezes em seguida. Os parâmetros registrados mostram uma queda brusca de velocidade.
2h10 e 16 segundos - O PNF disse: "Então, perdemos as velocidades" e depois "regra alternativa...". O avião começou a subir. O PF tentou abaixar o nariz e o avião inclinou-se alternadamente para a esquerda e a direita.
A partir de 2h10 e 50 segundos - O PNF tentou várias vezes chamar o capitão de volta à cabine de comando.
2h10 e 51 segundos - O alerta de pane foi acionado novamente. O PF continuou tentando levantar o nariz. A altitude chegou ao máximo de cerca de 38 mil pés.
2h11 e 40 segundos - O capitão voltou à cabine de comando. Nos segundos seguintes, todas as velocidades registradas se tornaram inválidas e o alerta de pane parou. A altitude era de cerca de 35 mil pés, mas a aeronave estava descendo a cerca de 10 mil pés por minuto.
2h12 e 2 segundos - O PF disse: "Não tenho mais nenhum indicador", e o PNF disse "não temos indicadores válidos".
Cerca de quinze segundos depois, o PF empurrou o nariz para baixo. O ângulo de ataque diminuiu, as velocidades se tornaram inválidas novamente e o alerta de pane soou outra vez.
2h13 e 32 segundos - O PF disse que a altitude do avião estava se aproximando dos 10 mil pés. Cerca de quinze segundos depois, empuxos simultâneos dos dois pilotos nas alavancas laterais foram registrados e o PF disse "vá em frente, você tem os controles".
2h14 e 28 segundos - A gravação terminou.
(Reportagem de Helen Massy-Beresford e Leila Abboud)

Fonte: Yahoo Notícias 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

BAHIA ACM Neto perde mais uma forte liderança que anuncia apoio a Jerônimo Rodrigues no segundo turno dessa vez é de Cairú

Fonte Plantão da Bahia   As adesões tem como principal tema, a maneira com que foi apresentada aos aliados com números de pesquisas falsas e...