Twitter Updates

quinta-feira, 3 de outubro de 2013

Ibicaraí – Foi realizada Audiência Pública a cerca do matadouro municipal

 
  Na manhã desta quinta-feira (03), com o cerimonial de Moises Messias, aconteceu na Câmara de vereadores de Ibicaraí, a primeira Audiência Pública, onde se tratou de assuntos concernentes ao matadouro público municipal. 
Esta Audiência foi provocada pelos vereadores de Ibicaraí, Osaná Crisóstomo (PT) e Allan Rogério (PT) e acatada por toda a câmara na pessoa do presidente Idemar Lopes (PSD). 

    

Foi uma audiência bastante concorrida, onde se fizeram presente, o prefeito de Ibicaraí Lenildo Santana, a prefeita de Floresta Azul Drª Sandra Cardoso, vereadores de Ibicaraí, liderados pelo presidente Idemar Lopes, e vereadores de Floresta Azul liderados pelo presidente 

daquele legislativo vereador Marcio de Congá, a Promotora de Justiça Drª Cintia Portela Lopes, o representante da Secretaria de Agricultura do estado da Bahia Raimundo Sampaio, o diretor da ADAB Adriano de Sá, o coordenador de programas executivos regionais Atual Costa, o diretor da CAR Vivaldo Mendonça, o secretário de saúde d e Ibicaraí Antônio Pinheiro Farias, a procuradora Drª Adenildes Santos, o chefe do escritório da CEPLAC Dr. Jailton Dias, representantes dos feirantes David de Melo, além de feirantes em geral principalmente os que negociam com carne bovina.

  A Audiência começou com a fala do requerente vereador Osaná Crisóstomo (PT), que falou que, juntamente com o vereador Allan Rogério, em viagem a Salvador onde se encontrou com o prefeito Lenildo Santana, fizeram visitas às secretarias do estado que podem ajudar com a problemática do fechamento do matadouro municipal, e resolveram convidar estes secretários para juntos realizar esta audiência para juntos com os feirantes (verdadeiros prejudicados) buscar uma solução.

  Em seguida foi à vez do veterinário do município de Ibicaraí Dr. Marcel Guedes, que disse que no matadouro de Ibicaraí comercializa 130 (centro e trinta) rezes por semana, chegando até a 500 (quinhentas) rezes mês, ainda disse o Dr. Marcel que existe em Ibicaraí 60 (sessenta) estabelecimentos que comercializam a carne bovina, gerando em media 170 (cento e setenta) empregos diretos, e que a interdição do matadouro já está acarretando em desemprego, e, por tabela também afetando a economia do município de Ibicaraí. Ainda disse o Dr. Marcel que fica feliz e entusiasmado com esta audiência, pois assim esta sedo possível o debate para se chegar em um denominador comum.

  Em seguida Falou o prefeito Lenildo Santana, que disse o fechamento do matadouro é uma coisa angustiante, pois, angustia, porque se prejudica o pai de família que retira o seu sustento e de sua família daquela atividade, que prejudica a população como um todo, mas o poder executivo está se empenhando e vai lutar com toda a sua força, para que esta questão seja resolvida o mais breve possível, principalmente, no tocante do que se diz respeito de viabilizar a chegada de um frigorifico de alto padrão para Ibicaraí e que atenderá toda à região, “pois entendo que os comerciantes do seguimento do abate de gado não podem ficar a mercê da própria sorte.” Disse o prefeito Lenildo Santana.

  Em seguida usou a palavra à prefeita da cidade de Floresta Azul Drª Sandra Maísa Cardoso, que disse que falou da importância do momento e da discursão, principalmente por se tratar de um momento tão conflitante, pois os prefeitos principalmente os reeleitos estão sendo cobrados e cobrados a toque de caixa, a tomarem providências de ações, como se estas, estivessem surgido há quatro anos, e, na verdade sabemos que são coisas que se arrastam a varias gestões, mas só agora, às cobranças estão sendo incisivas, e, é justamente um momento em que os municípios estão passando por uma grande dificuldade financeira, e esta dificuldade não é apenas dos municípios de Ibicaraí e Floresta Azul, mas de todos os municípios do estado Brasileiro, mas já entendemos que não podemos resolver este problema de forma isolada, mas sim de forma regional e assim o faremos.

   Logo em seguida se pronunciou a representante do ministério publico a Drª Promotora de Justiça Cintia Lopes, que disse que está debruçada sobre os autos que tratam da interdição do matadouro de Ibicaraí, e que também está apreciando um relatório que trata do abatedouro de Floresta Azul, ainda disse a ilustre representante do Ministério Público que esta questão do desemprego é seríssima, mas o MP não pode fechar os olhos para a questão de que o matadouro não vinha cumprindo os pré-requisitos básicos para o bom funcionamento.

   Logo em seguida foi à vez do representante da ADAB Adriano Sá, que disse que o prefeito Lenildo tem procurado a ADAB, em busca de soluções para o matadouro municipal, que hora encontra-se interditado pelo ministério do trabalho, e que a ADAB já recebeu solicitação por parte do Ministério Público para que encaminhe um relatório detalhado, ainda disse que estará sendo feito um relatório na cidade de Floresta Azul, e, que certamente o matadouro de Floresta Azul também será fechado.


  A boa noticia é que já existem dois empresários interessados em montar um frigorifico de grande porte no município de Ibicaraí trata-se do senhor João Biquíni e do Sr. Antônio Ferreira de Almeida (Tonho do Couro), o Sr. João Biquíni é ex-prefeito da cidade de Potiraguá e já tá no ramo de frigoríficos há mais de vinte anos, o Sr. Tonho do Couro tem a experiência de uma vida no ramo, os dos já estão se afinando para começar o empreendimento que dará mais de duzentos empregos entre diretos e indiretos, vale salientar que o Senhor João Biquíni já estar com uma estrutura de um frigorifico comprada na cidade de Anápolis no estado de Goiás, e, o prefeito Lenildo Santana e a Câmara de vereadores já posicionaram positivamente para a vinda deste grande empreendimento que atenderá a toda à região do cacau.  
 







Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...