Twitter Updates

quinta-feira, 19 de julho de 2012

Internautas mostram Peugeot 206 e Fiat Tipo tunados que buscam títulos

206 é fruto de investimento de R$ 50 mil em tuning e exibe dragão no capô.
Tipo tem TV de 22 polegadas, DVD, spoiler e solta fumaça.

Miguel Gonçalves e Paulo Martins Gomes* Internautas, Rio de Janeiro, RJ
47 comentários
peugeot 206 tunado (Foto: Miguel Moreira Gonçalves/VC no AutoEsporte) 
Peugeot 206 é campeão brasileiro e fluminense (Foto: Miguel Moreira Gonçalves/VC no AutoEsporte)
Com estampa de dragão chinês "que solta fumaça" no capô, o Peugeot 206 de Miguel Moreira Gonçalves, do Rio de Janeiro, coleciona títulos em campeonatos de tuning pelo país. "Sou campeão brasileiro e fluminense", conta. O dono enviou as fotos do carro ao VC no AutoEsporte e afirma que, mais do que a conquista de prêmios, trata-se de um prazer. O investimento no tuning, até agora, foi de R$ 50 mil, calcula.
Os torneios a que ele se refere são organizados por uma empresa que só faz eventos relacionados à personalização de automóveis. O hatch compete na categoria passeio profissional pequeno e agora persegue o título paulista.
Gonçalves, estudante e também comerciante de materiais de construção, é o segundo dono do carro ano 2001 que passou pela personalização, ganhando recursos como portas ao estilo Lamborghini, que abrem para cima, intercooler na grade frontal, bancos em concha, kit multimídia, farol "angel eyes" e suspensão a ar, que permite rebaixar o carro, além de cilindro com gás para dar efeito de fumaça e laser.
peugeot 206 tunado (Foto: Miguel Moreira Gonçalves/VC no AutoEsporte) 
Pintura inclui dragão chinês e tinta verde "antiga" (Foto: Miguel Moreira Gonçalves/VC no AutoEsporte)

O 206 já era verde, mas o dono quis uma "[cor de] tinta antiga", para deixá-lo ainda mais exclusivo, além do desenho de um dragão. Ele diz que acompanhava o trabalho de pintura por meio de fotos que recebia pela internet, mas, ao ver o carro, achou que não tinha ficado exatamente como esperava. De tanto ouvir elogios ao visual do 206, acabou se rendendo.
Com ele, o dono participa de campeonatos em uma equipe que tem outros 7 carros. Um deles é o Fiat Tipo 1994 comprado há 3 anos por Paulo Martins Gomes, também do Rio.
Fiat Tipo exclusivoO Tipo foi pintado com verniz especial, o flake, "também conhecido como verniz-purpurina", em azul e preto (esta cor no teto e no capô). Sobre o paralama direito e os retrovisores foi colocado recentemente um adesivo quadriculado, inspirado na bandeira da Fórmula 1. "É só no lado direito porque essa é a moda. Agora tem muita gente fazendo isso, chama-se stick art", comenta o dono.
fiat tipo tuning (Foto: Paulo Roberto Martins Gomes/VC no AutoEsporte) 
Fiat Tipo 1994 também disputa campeonatos de tuning (Foto: Paulo Roberto Martins Gomes/VC no AutoEsporte)
Com o carro, Gomes foi vice-campeão brasileiro de tuning na categoria amador passeio médio, em evento feito pela mesma empresa onde competiu o Peugeot 206 de Gonçalves. Outro item em comum com o colega é que o Tipo também "solta fumaça" (por um cilindro de gás instalado entre os bancos da frente).
fiat tipo tuning (Foto: Paulo Roberto Martins Gomes/VC no AutoEsporte) 
Interior em azul e preto conta com cilindro para simular fumaça e DVD (Foto: Paulo Roberto Martins Gomes/VC no AutoEsporte)
Ele já foi comprado "semitunado", explica o proprietário, com interior em azul e preto. Posteriormente, ganhou, além da pintura, spoiler dianteiro, aplique simulando entrada de ar sobre o capô e uma infinidade de equipamentos, com destaque para a aparelhagem de som e a TV de 22 polegadas no porta-malas. O Tipo também conta com DVD no painel.
fiat tipo tuning (Foto: Paulo Roberto Martins Gomes/VC no AutoEsporte) 
Porta-malas tem aparelhagem de som e tela de 22 polegadas (Foto: Paulo Roberto Martins Gomes/VC no AutoEsporte)
Gomes, que é motorista autônomo, diz não ter ideia do quanto já gastou com o carro. "Com certeza, mais de R$ 10 mil". Antes do Tipo, ele tinha uma Volkswagen Kombi também personalizada.
Tanto o Fiat quanto o Peugeot receberam chip para subir a potência do motor, mas ambos os donos disseram não saber "de cabeça" em quanto ela foi aumentada.
(*) Com reportagem de Luciana de Oliveira, do G1, em São Paulo

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...