segunda-feira, 9 de julho de 2012

Anvisa determina apreensão de remédio falso para disfunção erétil



Medicamento Cialis de 20 mg com marcação EXP 102014 será inutilizado.
Segundo empresa que detém o registro, produto não possui número do lote.

Do G1, em São Paulo

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) determina a apreensão e a inutilização de todos os medicamentos Cialis, contra disfunção erétil, que estejam sem marcação do número do lote e apresentem a impressão EXP 102014, vendidos clandestinamente no Brasil.
A medida foi publicada no Diário Oficial da União desta segunda-feira (9).
A resolução 2.912, de 6 de julho, diz que foram identificadas amostras do produto de 20 mg nessas condições e que a medida é de interesse sanitário.
Segundo a empresa que detém o registro do Cialis no país, a Eli Lilly do Brasil Ltda., o número do lote deveria ser informado no blíster com dois comprimidos

Nenhum comentário:

Postar um comentário

BARRO PRETO: Secretaria de Assistência Social agradece a mobilização da cidade

ASCOM Barro Preto  Diante das fortes chuvas que atingiram a região na última semana, Barro Preto foi um dos municípios mais atingidos, sofre...