sexta-feira, 25 de maio de 2012

Grêmio vence Bahia de novo e revive duelos históricos com Palmeiras


Após 2 a 0, gols de Miralles e Moreno, Luxa e Felipão irão se encontrar em semifinal da Copa do Brasil


A CRÔNICA
Por Hector Werlang
59 comentários
Talvez seja impossível dimensionar o tamanho da classificação do Grêmio à semifinal da Copa do Brasil. Ao confirmar o favoritismo e vencer tranquilamente o Bahia por 2 a 0, na noite desta quinta-feira, no Olímpico, com gols de Miralles e Marcelo Moreno, o time de Vanderlei Luxemburgo não só manteve a campanha 100% (oito vitórias em oito jogos) e o sonho do pentacampeonato como irá ainda reviver os duelos históricos com o Palmeiras. Com um detalhe quase inimaginável: Luiz Felipe Scolari no lado inimigo.
O sorteio do mando de campo das partidas será feito nesta sexta-feira pela CBF, no Rio de Janeiro. As datas já estão definidas: 13 e 20 de junho. Há uma pausa na competição para os amistosos da Seleção Brasileira.

Haverá até uma prévia. Neste domingo, às 18h30min, o Grêmio recebe o Palmeiras pelo Brasileirão. Por enquanto, sem Kleber, jogador que deixou o time paulista após atrito com Felipão. O Bahia, que não conseguiu superar a própria marca das quartas de final, desafia o São Paulo, no mesmo dia, no Morumbi, porém, às 16h.
- Serão dois confrontos com muita dificuldade, duas equipes de tradição. E ainda tem o Felipão, acostumado com esse tipo de decisão - lembrou Gilberto Silva, pentacampeão com a Seleção então comandada pelo atual treinador do Palmeiras.
Sem partidas para projetar pela Copa do Brasil, restou ao Bahia lamentar.
- O resultado em Pituaçu influenciou muito. Tomar 2 a 1 em casa é muito difícil de reverter. A gente tentou, mas não conseguiu nem assustar o Grêmio. Hoje a gente foi praticamente aniquilado peo Grêmio - reconheceu o goleiro Marcelo Lomba, que evitou escore mais elástico.
grêmio bahia copa do brasil olímpico miralles moreno gol (Foto: Lucas Uebel/Grêmio FBPA) 
Jogadores comemoram o gol de Miralles, no primeiro tempo (Foto: Lucas Uebel/Grêmio FBPA)
Festa da torcida

A torcida do Grêmio fez a sua parte. Entusiasmada pela vantagem dos 2 a 1 obtida fora de casa e pelo reencontro com Paulo Roberto Falcão, algoz na final do Gauchão do ano passado, compareceu em peso: 35 mil pessoas protagonizaram o maior público do ano no Olímpico. E, claro, empurraram o time.

Com Miralles na vaga de André Lima, a surpresa na escalação, a vitória começou a ser construída. Em nenhum momento o Grêmio correu riscos. E não demorou para abrir o placar.

Aos 12 minutos, após chute cruzado de Edilson, o argentino, que deu nova movimentação ao ataque gremista, apareceu livre na área e completou para o gol de Marcelo Lomba. A jogada se repetiu por todo o jogo. Com marcação deficitária, o Bahia deixou as laterais livres para o Grêmio atacar. Nem mesmo a lesão de Edilson, que saiu para entrada de Gabriel, atrapalhou.

O Grêmio só não ampliou pois Lomba fez duas boas defesas em tentativas de Marcelo Moreno. E o Bahia... mal chegava ao ataque. Só ameaçou em uma saída em falso de Victor.

Outro gol no começo
grêmio bahia copa do brasil olímpico pará (Foto: Lucas Uebel/Grêmio FBPA) 
Pará teve boa atuação no Olímpico
(Foto: Lucas Uebel/Grêmio FBPA)
No segundo tempo, o Grêmio repetiu a tática. Fez novo gol no começo. Desta vez, com Moreno. Marco Antonio lançou Miralles, que serviu o companheiro: 2 a 0. A larga vantagem deixou a partida morna. O Bahia continuou sem força e o Grêmio só atacou na boa.

Miralles, Léo Gago e Rondinelly levaram perigo a Lomba. As trocas de Falcão não surtiram efeito. Zé Roberto, Junior e Rafael não mudaram o panorama da partida. E, com as expulsões de Helder e Fahel, após falta em Léo Gago e reclamação contra arbitragem, respectivamente, sucumbiu em campo.

Deu tempo até para a torcida gritar olé. Agora é esperar pelas semifinais.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

BARRO PRETO: Secretaria de Assistência Social agradece a mobilização da cidade

ASCOM Barro Preto  Diante das fortes chuvas que atingiram a região na última semana, Barro Preto foi um dos municípios mais atingidos, sofre...