quinta-feira, 13 de novembro de 2014

Creas de Ibicaraí comemora 04 anos de proteção à crianças, jovens, idosos e famílias


Texto: Creas - Fotos: Raimundo Gomes

Há quatro anos, cidadãos com as mais variadas violações de direito possuem um lugar para encontrar força e acolhida. Inaugurado no dia 10 de Novembro de 2010, o Centro de Referência Especializado da Assistência Social - CREAS, comemorou seu quarto aniversário em torno de um café da manhã servido aos convidados para festejar a data e, mais que isso, apresentar os novos serviços que estão introduzidos, essências para as pessoas que são vítimas de violência. O CREAS é um centro para atendimento dos cidadãos e famílias vitimadas pela ocorrência de situações de violações, discriminação e/ou infringência aos direitos humanos.

Esteve presente ao evento a coordenadora do Creas Danylle Fontes, Assistente Social Maria Norma Menezes, a Coordenadora de Programas Edcarla Reis, os funcionários Diones Souza, Jaciara Lustosa, Mifrania Dias, Armandine Silva e demais usuários.

CREAS
Os serviços oferecidos através do CREAS são de orientação e apoio sócio-familiar; atendimento psicossocial sistemático individual e em grupo; encaminhamentos à rede de serviços socioassistenciais, internamentos a dependentes químicos e outras políticas públicas. O CREAS mantém ainda uma articulação permanente com sistema de garantia de direitos, como o Conselho Tutelar, o Ministério Público e a Vara da Infância e Juventude.
Emocionado com o trabalho desenvolvido pelo Creas e com os avanços registrados pelo atendimento nos últimos meses, a secretaria de assistência social Ângela Santana disse que “os resultados obtidos ratificam a nossa diretriz de governo, de privilegiar o acolhimento às pessoas”.

A coordenadora do Creas Danylle Fontes relata que atualmente, a unidade atende  toda a família, não mais só o jovem. "Atender a diversos segmentos ampliou nossa atuação, mas ao mesmo tempo, fez com que nosso trabalho ficasse mais especializado e qualificado. Cada pessoa ou família que chega aqui traz consigo uma história diferente e particular. Peculiar também é o modo que tem sido feito a escuta qualificada e os encaminhamentos, observando sempre o que é mais adequado para cada situação, respeitando a particularidade de cada pessoa, fazendo tudo de modo cada vez mais humanizado."

A coordenadora de Programas e Projetos Edcarla Reis, afirma que as pessoas que tiveram seus direitos violados, que podem ter sido vítimas de violência, de abandono, de exploração sexual, de trabalho infantil, ou que sofrem discriminação de gênero, por orientação sexual ou por deficiência. Há ainda casos de  crianças que sofrem maus tratos, jovens em uso de substâncias psicoativas e adolescentes que praticaram atos infracionais e estão em medidas socioeducativas em meio aberto ou até mesmo prestação de serviços à comunidade. Queremos agradecer a Secretária Municipal de Assistência Social Angela Santana que não mede esforços  no sentido de fortalecer ainda mais o trabalho para garantir os direitos de todos e ao Prefeito Lenildo Santana que  sempre tem nos  atendido, acreditando na luta pela implementação de políticas públicas onde os cidadãos são atendidos e tratados na perspectiva de direito, e não como favor ou benesse", disse a coordenadora.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

BARRO PRETO: Prefeito Juraci da Saúde tem Contas de 2021 aprovadas pelo TCM.

  ASCOM Barro Preto  Hoje é um dia de muita felicidade não só para minha pessoa como gestor, mas para todo o município de Barro Preto.  Rece...