GOVERNO DO ESTADO

GOVERNO DO ESTADO

quinta-feira, 14 de julho de 2011

White dispara: “Empresários de Lyoto queriam o mesmo que pagamos para Anderson Silva”

White desaprovou postura de empresários

A novela dos últimos dias que envolveu a lesão  no joelho de Phil Davis e a consequente substituição do norte-americano na luta principal do UFC 133 (6 de agosto), contra Rashad Evans, parece ter chegado ao fim. Mas não sem render outra batelada de polêmicas.
O presidente Dana White afirmou que Lyoto Machida, convidado para encarar Evans, havia concordado previamente com o combate. Mas pouco tempo depois, os empresários do brasileiro entraram em contato com o chefão para acertar detalhes e pediram alto.
"Eles exigiram que pagássemos a mesma coisa que pagamos para Anderson Silva para aceitarem oficialmente a luta", vociferou White, em entrevista ao site MMA Junkie. "Perguntei se estavam de brincadeira. Disse para avisar que pagaria o que pediram quando Machida conquistar as mesmas coisas que Anderson conquistou", emendou o mandatário.
Jorge Guimarães 'Joinha' e Ed Soares, empresários de Lyoto, são os mesmos de Anderson Silva. Curiosamente, a dupla de lutadores recebeu a mesma quantia pelas últimas lutas (cerca de U$ 200 mil). A diferença mais brutal está nos bônus, participações em publicidade e pay-per-view adicionais,  fatores que potencializam substancialmente o montante.
Por bem ou por mal, o senso de profissionalismo nunca foi deficiência na carreira de Lyoto Machida. É preciso cuidado com pré-julgamentos sobre a situação. Talvez os empresários quiseram mais proteção para o lutador pelas circunstâncias  e riscos que teriam de se submeter ao aceitar um combate deste nível sem o preparo adequado. Enquanto a equipe de Machida não se pronuncia sobre o fato, tudo para em questões interpretativas.
Resta saber quem realmente vai 'pagar o pato'.
Aceitou: Paralelo a todo entrevero com Machida, o norte-americano Tito Ortiz será o substituto de Davis e enfrentará Rashad Evans. O atleta de 36 anos inicialmente havia negado o pedido do Ultimate na terça-feira. Mas mudou de ideia e aceitou a finalmente empreitada na noite de quarta. "O UFC me pediu ajuda e estou aqui para eles. Só quero mostrar meu verdadeiro caráter", postou o lutador no Twitter.
O novo compromisso atestará revanche. Na primeira vez que se enfrentaram, no UFC 73 (2007), os dois atletas, ex-campeões dos meio-pesados (até 93kg), fizeram combate equilibrado. Tito cometeu infranão ao segurar  sucessivamente a grade do octógono e foi punido. No fim, foi decretado empate.
Ortiz atuou pela última vez no UFC 132, no começo de julho, quando venceu o compatriota Ryan Bader por finalização (gilhotina, ou estrangulamento invertido). Evans não atua desde maio de 2010, quando venceu Rampage Jackson por pontos

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...