EM CASA

EM CASA

quinta-feira, 28 de abril de 2016

Jornalistas turcos são condenados por reproduzir charge de Maomé

Charge tinha sido publicada na revista francesa Charlie Hebdo. 

No desenho Maomé está com cartaz que diz 'Je suis Charlie'.

Da France Presse

Renato Machado Charlie Hebdo JG (Foto: Divulgação: TV Globo)Capa do Charlie Hebdo que foi reproduzida por jornalistas condenados (Foto: Divulgação: TV Globo)
Um tribunal de Istambul condenou nesta quinta-feira (28) dois jornalistas turcos a dois anos de prisão cada pela reprodução, em 2015, de uma charge de Maomé publicada na revista francesa Charlie Hebdo, indicou à AFP seu advogado.
"O tribunal os condenou a uma pena de prisão de dois anos", afirmou o advogado de defesa Bülent Utku, que pretende apelar da sentença.
No dia 14 de janeiro de 2015, Hikmet Cetinkaya e Ceyda Karan, dois jornalistas da publicação de oposição Cumhuriyet, acompanharam um editorial sobre os atentados contra a Charlie Hebdo de 7 de janeiro com reproduções da revista onde aparecia uma charge de Maomé.
O desenho em questão representa Maomé chorando e carregando um cartaz que diz "Je suis Charlie", o lema que surgiu na França e em todo o mundo após os atentados jihadistas de janeiro em Paris que deixaram 17 mortos
.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...