DAHIANA DIVULGAÇÃO

DAHIANA DIVULGAÇÃO

ADAUTO NASCIMENTO

ADAUTO NASCIMENTO

SAAE

SAAE

quarta-feira, 29 de março de 2017

Presidente e conselheiro do TCE do RJ são presos em operação

Aloysio Neves e José Gomes Graciosa foram levados para a sede da PF. Outros três mandados estão sendo cumpridos e Jorge Picciani é alvo de condução coercitiva.



Por Bruno Albernaz, Daniel Silveira e Gabriel Barreira, G1 Rio
29/03/2017 10h53  Atualizado há 10 minutos
Preso presidente do Tribunal de Contas do RJ
O presidente do Tribunal de Contas do Estado do Rio (TCE-RJ), Aloysio Neves, e o conselheiro José Gomes Graciosa foram presos na manhã desta quarta-feira (29), durante a Operação Quinto do Ouro, da Polícia Federal e do Ministério Público Federal. A ação que apura desvios para favorecer membros do TCE tem como alvos de mandados de prisão outros três conselheiros do tribunal.
O presidente da Assembleia Legislativa do Rio (Alerj), Jorge Picciani, é alvo de uma condução coercitiva, que é quando alguém é levado para depor. Dois carros deixaram o condomínio dele, na Barra da Tijuca, por volta das 10h30, mas não houve confirmação de que o deputado estava em algum dos veículos.
A assessoria de Picciani disse que, até as 8h50, não tinha informações sobre o mandado contra o deputado. O presidente da Alerj é pai do atual ministro do Esporte, Leonardo Picciani. A PF fez buscas e apreensões na assembleia. Segundo o G1 apurou, os policiais verificaram inclusive a sala da presidência.

Aloysio Neves, presidente do TCE-RJ, chega à PF (Foto: Bruno Albernaz / G1)
O esquema ocorreu durante a gestão do ex-governador Sérgio Cabral (PMDB-RJ), segundo as investigações. A Justiça determinou a prisão temporária de cinco dos sete membros do TCE-RJ.
Alvos dos mandados de prisão:
·         Aloysio Neves, atual presidente do TCE-RJ;
·         Domingos Brazão, vice-presidente do TCE-RJ;
·         José Gomes Graciosa, conselheiro;
·         Marco Antônio Alencar, conselheiro e filho de Marcelo Alencar, ex-governador do estado e ex-prefeito do Rio, morto em 2014;
·         José Maurício Nolasco, conselheiro.
Um ex-integrante do TCE também teve a prisão pedida, mas o nome ainda não foi divulgado. O G1 ligou para os gabinetes dos cinco conselheiros por volta das 9h, mas ninguém atendeu. A equipe de reportagem também não obteve resposta para e-mails enviados.
Delação de Jonas Lopes
As investigações têm como base informações de um sexto conselheiro, Jonas Lopes, que já foi presidente do TCE-RJ. Lopes assinou delação premiada e não é alvo de mandado de prisão. Também não foi pedida a prisão da corregedora Marianna Montebello Willeman.

Alvo de mandado de prisão, conselheiro do TCE José Gomes Graciosa chega à sede da Polícia Federal (Foto: Bruno Albernaz/G1)
Operação Quinto do Ouro
As medidas são parte da Operação Quinto do Ouro. Segundo a PF, os alvos são suspeitos de fazer parte de um esquema de propina que pode ter desviado até 20% de contratos com órgãos públicos para autoridades públicas, sobretudo membros do TCE-RJ e da Alerj.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...