PMI

PMI

SAAE

SAAE

MINALEGAZ COPAGAZ

MINALEGAZ COPAGAZ

MARIA FLOR

MARIA FLOR

domingo, 5 de julho de 2015

O advogado Vercil Rodrigues lança “Dicas de Direito Imobiliário”



A inadimplência condominial, cobrança judicial condominial, financiamento mobiliário, direito e deveres do inquilino, a obrigatoriedade de fazer reparos no imóvel e cuidados com a segurança condominial são temas pautados no livro “Dicas de Direito Imobiliário”, de autoria do advogado, jornalista e professor Vercil Rodrigues, lançado pela Editora Direitos.
O livro  “Dicas de Direito Imobiliário” tem o respaldo dos melhores advogados do Estado da Bahia, aexemplo do Dr. Eurípedes Brito Cunha (In Memoriam), Advogado, especialista em Direito Imobiliário, ex-presidente da Ordem dos Advogados do Brasil/Seção-Bahia, ex-conselheiro Federal da OAB e autor do livro Advocacia Trabalhista – Experiências Profissionais, que prefacia a obra lítero-juridica.
“O Direito Imobiliário se destina a disciplinar os diversos aspectos de nossa vida particular no que se refere à posse e às várias formas de aquisição e perda da propriedade; condomínio; aluguel; compra e venda; permuta; doação; cessão de direitos; usucapião; financiamentos da casa própria; direito de construir; direito de vizinhança; registro de imóveis; adjudicação compulsória; enfiteuse; laudêmio e outros tantos institutos e assuntos concernentes ao bem imóvel”, frisou Dr. Vercil Rodrigues, autor também de obras de grande repercussão nacional, a exemplo dos livros “Breves Análises Jurídicas” e “Análises Cotidianas” (Editora Direitos).
“Um excelente livro para profissionais, estudantes, síndicos e inquilinos que buscam a boa vizinhança e o respeito aos seus direitos e individualidades”, declarou Dr. José Carlos Oliveira, Auditor Fiscal do Trabalho aposentado e advogado militante, que apresenta a obra.
Sobre o livro, declarou Dr. Leandro Alves Coelho, advogado e coordenador do Núcleo de Prática Jurídica (NPJ) da Faculdade Unimee membro-fundador e ex-presidente da Academia de Letras Jurídicas do Sul da Bahia – Aljusba: “No livro ‘Dicas de Direito Imobiliário’, o ilustre advogado Vercil Rodrigues, não se preocupa em trazer apenas conceitos estereotipados acerca do tema. De fato, há uma verdadeira aproximação da obra com o rigor técnico-jurídico e a prática necessária ao cotidiano do mundo imobiliário, de modo que o presente livro servirá como parâmetro para diversos seguimentos, tanto para operadores do Direito quanto para aqueles que de algum modo vivenciam o mundo imobiliário. É factível que o autor utiliza linguagem clara e inteligível através de temas próprios, de modo que os leitores conseguirão encontrar com facilidade respostas para os questionamentos trabalhados na presente intentada literária. Nesse sentido, o trabalho configura-se como obra de vanguarda, visto que traz uma abordagem pragmática embasada em estudos sólidos e robustos da doutrina e da jurisprudência dominante”.

O Autor – Advogado, historiador e jornalista. Pós-graduado em Direito Público e Privado, fundador dos jornais Direitos e O Compasso e da revista Direitos, idealizador-fundador e vice-presidente da Academia de Letras Jurídicas do Sul da Bahia – Aljusba; membro-fundador da Academia Grapiúna de Letras – Agral, membro da Academia de Letras de Ilhéus – ALI e do Instituto Histórico e Geográfico de Ilhéus.

Livro: Dicas de Direito Imobiliário.
Páginas: 250.
Editora: Direitos.
Ano: 2015.
Tema: Jurídico.

Preço: R$ 50,00.

Floresta Azul fará pré-conferências no dia 7 e a Conferência de Saúde no dia 10


Texto: Ascom Floresta Azul
A prefeitura de Floresta Azul, através da Secretaria Municipal de Saúde, realizará na próxima terça-feira, 7, nas Unidades Básicas de Saúde Marcelina Bispo de Oliveira, Heleno Brás Magalhães e Eduardo Bizarria Mamede (Floresta Azul) e Pompilho Borges (distrito de Coquinhos) as pré-conferências de Saúde de seus respectivos territórios de abrangência. Essas pré-conferências servirão para um levantamento detalhado dos problemas existentes, com a escolha de delegados que aprovarão prioridades dentre as diretrizes e ações que possam influenciar e incidir na formulação dos Planos de Saúde e Planos Plurianuais dos governos eleitos para o período 2016-2019. A Conferência Municipal acontecerá na próxima sexta-feira, 10, no prédio da Câmara de Vereadores, com início marcado para as 7:30h da manhã.
 Etapas das Conferências
A 15ª Conferência Nacional de Saúde para o ano de 2015 terá como tema “Saúde Pública de qualidade para cuidar bem das pessoas” e como eixo: “ DIREITO DO POVO BRASILEIRO”. O Decreto Presidencial prevê que as realizações das etapas municipais aconteçam até o próximo dia 15 de julho e as etapas estaduais entre 16 de julho a 30 de setembro. Já a etapa nacional da Conferência será realizada no período de 1 a 4 de dezembro de 2015 em Brasília-DF.
“As prioridades aprovadas nas pré-conferências e na Conferência Municipal serão levadas para a Conferência Estadual e depois para a 15ª Conferência Nacional de Saúde, que comporão a agenda dos próximos quatro anos e definirão o campo de atuação do controle social na saúde, que deverão ser monitoradas em todas as instâncias de gestão. Vale ressaltar que, por meio das conferências de Saúde, a população pode promover mudanças e melhorar o Sistema Único de Saúde, a começar pela realidade local”, disse Domilene Borges, secretária municipal de Saúde.

Ibicaraí entra no roteiro da Tocha Olímpica


Texto: Arnold Coelho – Fotos: Divulgação
A Tocha dos Jogos Olímpicos, que acontecerá no Rio de Janeiro em 2016, foi apresentada na sexta-feira, 3, em Brasília, na Fundação Habitacional do Exército Brasileiro, em uma cerimônia que contou com a presença da presidente Dilma Rousseff, diversas autoridades políticas e o presidente do Comitê Olímpico Brasileiro.
O prefeito de Ibicaraí, Lenildo Santana, esteve presente na solenidade que apresentou as 83 cidades brasileiras que receberão a Tocha Olímpica como destino final a cada dia do revezamento. Sete cidades baianas farão parte desse roteiro que percorrerá parte do território baiano, sendo elas: Salvador, Valença, Senhor do Bonfim, Porto Seguro, Paulo Afonso, Vitória da Conquista e Ilhéus.

Lenildo Santana teve motivo para comemorar, já que em uma reunião no Palácio do Planalto o prefeito de Ibicaraí apresentou as condições para a participação de Ibicaraí, já que a cidade faz parte do roteiro da Tocha - entre Vitória da Conquista e Ilhéus - e será uma das 300 cidades brasileiras por onde a Tocha Olímpica passará. A viagem pelo território nacional terá início em Brasília, entre abril e maio de 2016, com destino final na sede dos Jogos, no Rio de Janeiro. No total, o objetivo do Comitê é que a Tocha percorra cerca de 300 cidades por todos os Estados do Brasil.
“É o maior evento esportivo do planeta e teremos o privilégio de fazer parte desse roteiro. A Tocha Olímpica passará por nossa cidade, o que para nós será motivo de muito orgulho. Só 7 cidades baianas serão o destino final em cada dia de revezamento e nossa cidade está entre duas dessas cidades: Vitória da Conquista e Ilhéus. A Tocha cortará todo o nosso município, até Ilhéus”, disse o prefeito Lenildo Santana. 

sexta-feira, 3 de julho de 2015

Governador Rui Costa é condecorado pela Marinha




Fonte: Secom Bahia 
Fotos: Raul Golinelli/GOVBA

Como parte das comemorações pelos 192 anos da Independência do Brasil na Bahia, o governador Rui Costa recebeu a condecoração do Grau de Grande Oficial do Quadro Suplementar da Ordem do Mérito Naval na tarde desta quinta-feira (2). A homenagem foi realizada durante cerimônia cívico-militar no 2º Distrito Naval, no bairro do Comércio, em Salvador.

Na ocasião, Rui Costa destacou a participação da Marinha do Brasil nas batalhas que resultaram na libertação de baianos e brasileiros. "É um resgate importante, porque ao fazer o desfile [de 2 deJulho], a gente se reporta apenas à luta em terra. A luta no mar não era lembrada, e a Marinha passou a fazer esse ato importante para a divulgação de nossa história".

A cerimônia de 2 de Julho celebra batalhas históricas travadas em águas baianas até a expulsão definitiva dos portugueses. Na solenidade, autoridades civis e militares acompanharam o hasteamento das bandeiras do Brasil, da Bahia e de Salvador no Forte São Marcelo, ao som do Hino Nacional.

Também participaram da homenagem os secretários estaduais da Educação, Osvaldo Barreto; de Justiça, Direitos Humanos e Desenvolvimento Social, Geraldo Reis; de Ciência, Tecnologia e Inovação, Manoel Mendonça; de Cultura, Jorge Portugal; da Casa Civil, Bruno Dauster; de Turismo, Nelson Pelegrino; de Administração Penitenciária, Nestor Duarte; e de Segurança Pública, Maurício Barbosa.

Ibicaraí ganha 13 novos Agentes de Combate a Endemias


Texto: Arnold Coelho – Fotos: Jijiu Rezende
Aconteceu na manhã de ontem, quarta-feira, 01, no gabinete do prefeito de Ibicaraí, Lenildo Santana, a assinatura do contrato dos 13 novos Agentes de Combate a Endemias. O vínculo dos novos ACE com a Secretaria de Saúde e Vigilância Epidemiológica tem validade de 01 ano, podendo ser prorrogado por mais 01 ano.
Os novos agentes receberam, entre os dias 09 e 12 de junho, o curso de Formação Técnica para Agentes de Combate a Endemias (ACE), ministrado pela enfermeira Millena Pimentel, com abordagem dos aspectos do papel do ACE no combate a endemias como Dengue, Febre Chikungunya, Malária, Esquistossomose e Leishmaniose, além da sua atuação no campo da Saúde Pública, e no contexto do Sistema Único de Saúde.
A Secretaria de Saúde, através da Vigilância Epidemiológica, há algum tempo já sentia a necessidade da ampliação do quadro dos ACE, em virtude dos surtos de algumas endemias. “O aumento no número de casos de Dengue, Febre Chikungunya e o surgimento da Zica nos fizeram acelerar o processo para aquisição de novos ACE para nos ajudar no combate e prevenção dessas endemias”, disse o prefeito de Ibicaraí, Lenildo Santana.

quarta-feira, 1 de julho de 2015

Itaju do Colonia - Lugar de bandido é na cadeia



Texto e foto ASCOM da 63 CIPM /IBI CARAÍ

Na tarde da última terça - feira(30)  foi apreendido pelo 5º pelotão de Itaju do Colônia, Carlos André Silva Souza, 23 anos, por ter cometido crime de roubo no distrito de Palmares de Itapetinga, roubando uma moto Honda Bros, ainda  foi encontrado um revólver calibre 32, usado no assalto é mais uma mostra, que os policiais da 63 CIPM não  brincam em serviço e sempre colocando bandido no xilindró, onde é o lugar deles.

Saiba como votou cada deputado na sessão da maioridade penal

Nesta terça, Câmara rejeitou mudar maioridade de 18 para 16 anos.

303 deputados votaram a favor do texto, mas eram necessários 308.

Do G1, em Brasília
Na noite desta terça-feira (30), o plenário da Câmara dos Deputados rejeitou uma proposta de emenda à Constituição (PEC) que previa mudar a maioridade penal de 18 para 16 anos em caso de crimes graves. 303 deputados votaram a favor da proposta, mas eram necessários 308, equivalente a 3/5 do número total de deputados. Outros 184 votaram contra e houve três abstenções (veja lista de como votaram os deputados abaixo). 
texto previa que fosse alterada a maioridade nos casos de crimes hediondos (como latrocínio e estupro), homicídio doloso (intencional), lesão corporal grave, seguida ou não de morte, e roubo qualificado. Os jovens que se enquadrassem nessas situações deveriam cumprir a pena em estabelecimento separado dos maiores de 18 anos e dos menores de 16 anos.
A votação foi acompanhada de muita movimentação nas galerias da Câmara. Cerca de 200 manifestantes ligados à União Nacionaldos Estudantes (UNE) e à União Brasileira dos Estudantes Secundaristas (Ubes) acompanharam a sessão das galerias do plenário e, ao final, comemoraram ao gritos de "não, não, não à redução".
Mas a ideia da redução da maioridade penal não está totalmente descartada na Câmara. O presidente da Casa, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), disse após a votação que o plenário ainda deverá analisar o texto original da PEC, que prevê reduzir a maioridade para todos os crimes.
Veja como votou cada deputado na sessão desta terça (votos "sim" são favoráveis à redução, e os votos "não" são contrários):
DEM
Alberto Fraga - DF:  Sim
Alexandre Leite - SP:  Sim
Carlos Melles - MG:  Sim
Claudio Cajado - BA: Sim
Efraim Filho - PB:  Sim
Eli Corrêa Filho - SP: Sim
Elmar Nascimento - BA: Sim
Felipe Maia - RN: Sim
Hélio Leite - PA: Sim
Jorge Tadeu Mudalen - SP: Sim
José Carlos Aleluia - BA: Sim
Mandetta - MS:  Não
Marcelo Aguiar - SP: Sim
Mendonça Filho - PE: Sim
Misael Varella - MG: Sim
Moroni Torgan - CE: Sim
Onyx Lorenzoni - RS: Sim
Pauderney Avelino - AM: Sim
Paulo Azi - BA: Sim
Professora Dorinha Seabra Rezende - TO: Não
Rodrigo Maia - RJ: Sim

PCdoB
Alice Portugal - BA: Não
Aliel Machado - PR: Não
Carlos Eduardo Cadoca - PE: Não
Chico Lopes - CE: Não
Daniel Almeida - BA: Não
Davidson Magalhães - BA: Não
Jandira Feghali - RJ: Não
Jô Moraes - MG: Não
João Derly - RS: Não
Luciana Santos - PE: Não
Orlando Silva - SP: Não
Rubens Pereira Júnior - MA: Não
Wadson Ribeiro - MG: Não

PDT
Abel Mesquita Jr. - RR: Não
Afonso Motta - RS: Não
André Figueiredo - CE: Não
Dagoberto - MS: Não
Damião Feliciano - PB: Não
Félix Mendonça Júnior  - BA: Não
Flávia Morais - GO: Não
Giovani Cherini  - RS: Não
Major Olimpio - SP: Sim
Marcelo Matos - RJ:  Abstenção
Marcos Rogério - RO: Sim
Mário Heringer - MG: Não
Pompeo de Mattos - RS: Não
Roberto Góes - AP: Não
Ronaldo Lessa - AL: Não
Sergio Vidigal - ES: Não
Subtenente Gonzaga - MG: Não
Weverton Rocha - MA: Não
Wolney Queiroz - PE: Não
 
PEN
André Fufuca - MA: Sim
Junior Marreca - MA: Sim
PHS
Adail Carneiro - CE: Não
Carlos Andrade - RR: Sim
Diego Garcia - PR: Não
Kaio Maniçoba - PE: Não
Marcelo Aro - MG: Sim

Câmara rejeita texto-base da PEC que reduz maioridade penal

Estudantes fizeram protestos e foram impedidos de entrar no plenário.

Texto reduzia de 18 para 16 anos maioridade penal para crime hediondo.

Nathalia Passarinho
Do G1, em Brasília
Câmara dos Deputados rejeitou nesta terça-feira (30) o texto-base da proposta de emenda à Constituição (PEC) que reduz a maioridade penal de 18 para 16 anos nos casos de crimes graves. Para ser aprovada, a PEC precisava de ao menos 308 votos favoráveis – equivalente a 3/5 do número total de deputados –, mas somente 303 deputados foram a favor. Outros 184 votos foram contra e houve 3 abstenções.

Apesar da derrubada da matéria, a Casa ainda precisará votar o texto original, que reduz a idade penal para 16 anos em qualquer crime. De acordo com o presidente da CâmaraEduardo Cunha(PMDB-RJ), a votação deverá ser retomada na próxima semana ou depois do recesso parlamentar de julho. Se a matéria for rejeitada outra vez, a proposta será arquivada.

Pela PEC, poderiam ser penalizados criminalmente os jovens com 16 anos ou mais que cometessem crimes hediondos (como latrocínio e estupro), homicídio doloso (intencional), lesão corporal grave, seguida ou não de morte, e roubo qualificado. Eles deveriam cumprir a pena em estabelecimento separado dos maiores de 18 anos e dos menores de 16 anos.

A rejeição da PEC foi comemorada por cerca de 200 manifestantes ligados à União Nacional dos Estudantes (UNE) e à União Brasileira dos Estudantes Secundaristas (Ubes) que acompanharam a sessão das galerias do plenário (veja vídeo). Eles gritaram palavras de ordem e repetiram o grito "não, não, não à redução".

Argumentos contra e a favor
Por acordo entre líderes partidários, 10 parlamentares foram escolhidos para falar a favor do projeto em plenário e outros 10 discursaram contra. O líder do PMDB, Leonardo Picciani (RJ), defendeu a proposta. “É um texto que tem equilíbrio, propõe a redução para crimes graves, hediondos, crimes contra a vida. Fico imaginando a justificativa para se suprimir a vida de alguém. É injustificável, nem a idade nem a classe social justificam.”

O líder do Solidariedade, Arthur Maia (BA), afirmou acreditar um jovem de 16 anos que comete crime tem “absoluta consciência” do que está fazendo. “Nenhum jovem deve temer a aprovação dessa lei. A lei serve para punir criminosos. Ser pobre e ser humilde não é salvo-conduto para matar e estuprar”, disse.
Já PT se posicionou contra alterar a Constituição para reduzir a maioridade penal e defendeu como alternativa à PEC alterar o Estatuto da Criança e do Adolescente para ampliar o tempo de internação de jovens que cometem crimes graves.

"Todos querem combater a violência, e se combate a violência reformando o ECA. [Defendemos] a ampliação do tempo máximo de internação daqueles que praticam crime com grave ameaça de 3 para oito anos. As civilizações modernas trabalham a ideia da ressocialização, não é cadeia mais cadeia", discursou o líder do governo, José Guimarães (CE).

O líder do PSOL, Chico Alencar (RJ), também defendeu que a punição a menores de 18 anos não resolve o problema da criminalidade no país. Para ele, é precisoINVESTIR em educação e ações sociais. “Estamos discutindo uma decisão que vai ter efeito constitucional sobre se apostamos no ódio, na vingança, no vigiar e punir ou na educação e proteção integral à criança e ao adolescente.”
O texto da PEC inicialmente previa reduzir a maioridade para 16 anos para qualquer tipo de delito. Por acordo entre parlamentares do PSDB, do PMDB e outros partidos, o relator da proposta na comissão especial, deputado Laerte Bessa (PR-DF), alterou o próprio relatório para restringir a responsabilização penal a crimes graves.
Protestos
A votação foi acompanhada por poucos manifestantes nas galerias, já que o presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), impediu a entrada do público após tumulto no anexo 2 da Casa, prédio que tem ligação com o corredor que dá acesso ao plenário principal. Manifestantes ligado à UNE e à Ubes que estavam do lado de fora do edifício tentaram forçar a entrada e foram contidos com spray de pimenta.

Antes disso, o deputado Heráclito Fortes (PSB-PI) foi derrubado em um dos acessos ao salão verde da Câmara, durante protesto de estudantes que haviam conseguido permissão para entrar (veja vídeo). Fortes foi cercado pelos manifestantes no saguão do Anexo 2. Policiais legislativos tentaram garantir a passagem do parlamentar do PSB, mas, em meio à confusão, um dos estudantes o empurrou. O deputado caiu no chão e ficou estirado por alguns segundos. Com o auxílio de seguranças, se levantou e cruzou rapidamente a porta que dá acesso ao corredor.
Antes do tumulto, Cunha havia permitido a entrada, controlada por senha, de manifestantes contrários e favoráveis à PEC. Os "tickets" de acesso foram entregues aos partidos políticos, de forma proporcional ao tamanho das bancadas, e posteriormente distribuídos pelos deputados ao público (veja o protesto de manifestantes que foram barrados por não ter senha).
Veja em quais casos a PEC se aplicaria:
Crimes hediondos
Homicídio quando praticado em atividade típica de grupo de extermínio, ainda que cometido por um só agente; homicídio qualificado, como quando há utilização de meio cruel; latrocínio (roubo seguido de morte); extorsão qualificada pela morte; estupro; epidemia com resultado morte; falsificação, corrupção, adulteração ou alteração de produto destinado a fins terapêuticos ou medicinais; e favorecimento da prostituição ou de outra forma de exploração sexual de criança ou adolescente ou de vulnerável.

Homicídio doloso
Quando o criminoso teve a intenção de matar a vítima ou assumiu o risco de produzir a morte.

Roubo qualificado
Se o crime é exercido com emprego de arma; se há participação de duas ou mais pessoas no delito; se a vítima está em serviço de transporte de valores e o agente conhece tal circunstância; se a subtração for de veículo automotor que venha a ser transportado para outro estado ou para o exterior; e se o agente mantém a vítima em seu poder, restringindo sua liberdade.

Lesão corporal grave, seguida ou não de morte
Quando a lesão resulta em incapacidade para as ocupações habituais, por mais de trinta dias; perigo de vida; debilidade permanente de membro, sentido ou função; aceleração de parto; incapacidade permanente para o trabalho; enfermidade incurável; perda ou inutilização do membro, sentido ou função; deformidade permanente; e aborto.

Rui anuncia criação de mais leitos de UTI pediátrica na Bahia




Foto: Manu Dias/GOVBA

Secom  - Secretaria de Comunicação Social - Governo da Bahia



A criação de mais leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) pediátrica na Bahia é o destaque do Digaí, Governador! desta semana. No programa Rui Costa anuncia que o Hospital Geral Roberto Santos (HGRS), em Salvador, terá mais dez leitos e cita outros dez entregues no Hospital da Criança (HEC), em Feira de Santana. A meta é “zerar a fila de cirurgias infantis”, afirma o governador. 

Rui também aborda as festividades da Independência da Bahia, nesta quinta-feira (2 de Julho), entrega de moradias do programa Minha Casa, Minha Vida, em Paulo Afonso e em Bom Jesus da Lapa, de mobilidade urbana em Feira de Santana, abastecimento de água em Encruzilhada, além de comentários de internautas no Blog Digaí, Governador!

UTIs e Mais Médicos

No Hospital da Criança, onde foram retomadas as cirurgias cardíacas, a gestão é feita atualmente pela organização social Liga Álvaro Bahia Contra a Mortalidade Infantil. O Hospital Martagão Gesteira, na capital, vinculada à Liga Álvaro Bahia, também ganhou dez leitos recentemente.

Ainda na área da saúde, Rui Costa fala dos 35 novos profissionais do Programa Mais Médicos – brasileiros formados no exterior - que chegaram, no último domingo (28), para ampliar o atendimento à população da Bahia. “Por onde eu passo [...] é uma aprovação excepcional de todos os médicos, dos brasileiros e de outros países que vieram trabalhar [nesse] programa do governo federal”.

Habitação e mobilidade

A entrega de 200 unidades do programa Minha Casa, Minha Vida, em Paulo Afonso, no Vale do São Francisco, e a assinatura da ordem de serviço para obra importante de mobilidade urbana – o BRT -, em Feira de Santana, durante evento com a presença do ministro das Cidades, Gilberto Kassab, são outros assuntos ressaltados.

“Pudemos conversar com a população de Feira [sobre] os grandes projetos que nós estamos articulando, junto com o governo federal, incluindo aí a duplicação completa do anel rodoviário de Feira”, enfatiza Rui Costa.

O Digaí, Governador! também divulga a entrega, nesta sexta-feira (3), de moradias, em Bom Jesus da Lapa, e de sistema de abastecimento, no sábado (4), no município de Encruzilhada, na região de Vitória da Conquista. 

Internautas

Rui informa ao internauta Edvaldo Rocha, de Barreiras, no extremo oeste baiano, sobre o andamento do Anel da Soja. “Nós demos a autorização [para o] início das obras e eu diria que, nos próximos 60 dias, você verá as obras sendo iniciadas aí no oeste”. Ao internauta Hamilton Oliveira, interessado em saber a respeito de estágios e de vagas para os jovens que precisam do primeiro emprego, ele diz que “...esse é um assunto prioritário para mim”.

O governador cita o Educar para Transformar – Pacto pela Educação e acrescenta que “estou preparando um programa que [...] vai ser prioritário, o programa do Primeiro Emprego e do Primeiro Estágio, onde vamos patrocinar, pelo menos, nove mil vagas no Estado”. 

2 de Julho

Por último, o governador enfatiza a importância do 2 de Julho, “É uma data importantíssima e nós reivindicamos que essa fosse, inclusive, uma data nacional, já que não é só a Independência da Bahia. Aqui se materializou, se concretizou, eu diria, a Independência do Brasil nessa data simbólica. [...] Queremos convidar a todos a participarem dessa belíssima festa, que é a data maior do nosso estado”, afirma.

O programa ‘Diga Aí, Governador’ é produzido pela Secom, veiculado toda terça-feira, às 7h30, pela Rádio Educadora FM 107,5 MHz e reproduzido por vários veículos de comunicação. Está disponível no site, pelo telefone 0800-071-7328 e pelo Blog Diga Aí, Governador!


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...