DAHIANA DIVULGAÇÃO

DAHIANA DIVULGAÇÃO

ADAUTO NASCIMENTO

ADAUTO NASCIMENTO

SAAE

SAAE

sexta-feira, 24 de outubro de 2014

Plano Municipal de Saúde é discutido entre prefeitura e comunidade em Floresta Azul

 
Texto e fotos: ASCOM Floresta Azul | Saúde
 A Prefeitura de Floresta Azul, através da Secretaria Municipal de Saúde, vem realizando reuniões com a comunidade através das equipes de Saúde da Família, com discussões sobre o SUS e Controle Social. Nas reuniões são discutidas as dificuldades da saúde local e realizado um planejamento das ações para elaboração do Plano Municipal de Saúde. No total são quatro equipes no município e todas já realizaram as oficinas.
O Plano de Saúde é um documento de intenção política, de diagnóstico, de estratégias, de prioridades e de metas, vistos sob uma ótica analítica. Trata-se de um instrumento referencial básico que reflete as diferentes realidades de saúde de uma população para propor estratégias de enfrentamento dos problemas evidenciados (Planeja SUS).
 OFICINAS
O PSF Eduardo Bizarria Mamede realizou sua oficina na Igreja Batista do município, tendo como enfermeira Maria das Graças, que contou com apoio da enfermeira Thaísa Rodrigues. A oficina no PSF Heleno Brás contou com a presença da enfermeira Layla Nathana; enquanto que o PSF Marcelina Bispo foi representado pela enfermeira Sarah Evangelista; e por último o PSF Pompilho Borges que teve a médica Thayane Reis e a Coordenadora da Atenção Básica Fernanda Luisa. Nas oficinas as equipes de Saúde falaram sobre o SUS e a importância do controle social.  Foram discutidas também propostas para a Implantação do Plano Municipal de Saúde.
 AGENTES COMUNITÁRIOS
As equipes contaram com a participação e apoio dos seus Agentes Comunitários de Saúde, além da  presença de líderes da comunidade, representantes do comércio e da população em geral.
As propostas que foram discutidas e apresentadas serão enviadas ao Conselho Municipal de Saúde para sua apreciação e aprovação.
 OBJETIVOS DOS CONSELHOS
Compreender os direito e deveres do governo local para o pleno funcionamento do Sistema Único de Saúde – SUS; Refletir e avaliar criticamente o relacionamento entre entes federativos na gestão da saúde pública; Conhecer as possibilidades de participação popular e o papel do SUS no incentivo à criação de Conselhos Municipais e Conselhos Gestores de Saúde; Valorizar o intercâmbio de informações entre os participantes e a formação de uma rede de aprendizagem em que municípios de diferentes portes possam trocar relatos de experiências, práticas e percepções acerca do tema.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...