domingo, 25 de março de 2012

ITAPETINGA: ADOLESCENTE ACUSA PASTOR DE ESTUPRO


Delegado Jorge Luiz e os acusados Ivan Souza da Silva e Débora Sampaio Bispo (Foto: Polícia Civil)
Um fato movimentou a polícia civil durante esta segunda-feira (19), com o registro de uma ocorrência de estupro de uma adolescente de 16 anos. O crime teria sido praticado por um pastor evangélico, morador de Bandeira do Colônia, distrito de Itapetinga.
A mãe da garota, que tomou conhecimento da violência sexual sofrida pela filha nesta segunda-feira, procurou o delegado plantonista, Jorge Luiz, que imediatamente efetuou diligência e prendeu Ivan Souza da Silva, de 50 anos, pastor da Igreja Batista, com templos nos distritos de Bandeira do Colônia e Itati, este último pertencente a Itororó.
Com o pastor, também foi presa Débora Sampaio Bispo, de 23 anos.
O pastor estava no interior de um ônibus com destino a Itororó e foi abordado no caminho.
Para o delegado, Ivan e Débora disseram que tudo não passava de invenção por parte da adolescente.
APURAÇÃO DO CASO
Durante o registro da ocorrência, o delegado apurou que Débora mantinha um caso amoroso de dois anos com o pastor e que estava residindo em Itapetinga “bancada” por ele.
“Débora dizia que o seu namorado [pastor] era de Ilhéus e por isso dormia algumas vezes sozinha”, revelou o delegado Jorge Luiz.
Na sexta-feira (16), Débora, que é vizinha da adolescente, a chamou para dormir em casa, pois tinha insônia e não gostava de ficar sozinha. Com a aceitação de sua mãe, a adolescente se dirigiu à casa da mulher.
Lá, Débora comentou para a adolescente que iria tomar um remédio contra insônia, vindo a passar para a garota uma parte desse medicamento.
Por volta de 01:00h, já de sábado, disse a vítima na delegacia, foi acordada com  Ivan sobre o seu corpo. Que gritou por Débora pedindo socorro, mas ela fingiu estar dormindo, para em seguida perguntar o que estava acontecendo.
“Tentei sair do quarto, mas Ivan trancou a porta. Também tentei ligar para a minha mãe e ele não deixou”, disse a garota, acrescentando que ficou presa no quarto até às seis da manhã, sob ameaça por parte dos dois de que mataria sua família.
A polícia acredita que Ivan e Débora arquitetaram o crime, inclusive com a desculpa inventada por ela de que precisava tomar remédio contra insônia.
VIDA FORA DO PADRÃO CRISTÃO
A polícia civil ainda investiga todas as circunstâncias do crime, mas tem certeza de uma coisa: o pastor Ivan Souza da Silva estava vivendo fora dos padrões cristãos quando mantinha um relacionamento extraconjugal com Débora.
A própria Débora Sampaio Bispo disse que convivia com ele há mais ou menos dois anos e que morava em uma casa na Rua Macarani alugada pelo pastor. Esse fato, Ivan também não nega.
Pastor há 22 anos, Ivan é casado há 11 com outra mulher com quem tem um filho de 09 anos.
Ivan será autuado por estupro de vulnerável, pois a vítima não oferecia resistência física ou mental. No caso da adolescente, ela estava dopada com medicamentos.
Já Débora, responderá pelos crimes de auxílio ao estupro e ameaça, bem como desacato ao delegado Jorge Luiz, quando da sua prisão.

Fonte: http://www.itapetinganamidia.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário

IBICARAÍ- A III Caminhada Ecológica foi marcada por chuva, visita à represa do SAAE, plantio de 30 mudas e homenagem

Por Arnold Coelho Jornalista MTB 6446/BA Tudo parecia conspirar contra a III Caminhada Ecológica. Subir a Serra do Córrego Grande debaixo de...