EM CASA

EM CASA

DAHIANA DIVULGAÇÃO

DAHIANA DIVULGAÇÃO

ADAUTO NASCIMENTO

ADAUTO NASCIMENTO

quinta-feira, 20 de outubro de 2011

Em greve, aeroportos de SP e DF têm operação normal para passageiros

No começo da manhã, voos partiram no horário normal.
Em Viracopos, greve afetava desembarque de cargas, segundo Infraero.

Do G1 DF e SP
Comente agora

Os funcionários da Infraero estão em greve por 48 horas em três aeroportos do país em protesto contra os planos do governo federal de privatizar os terminais. A paralisação começou à 0h desta quinta-feira (20). Nas primeiras horas desta manhã, porém, os passageiros embarcavam sem problemas em Guarulhos, Campinas e Brasília.
A Infraero confirmou que o plano de contingência consegue, no começo da operação, evita transtorno para passageiros. Entretanto, o transporte de cargas em Viracopos foi prejudicado. Funcionários de companhias aéreas e outras empresas que trabalham nos terminais não aderiram ao movimento.

Em Guarulhos e em Campinas, o movimento foi tranquilo logo após a abertura e passageiros e funcionários de companhias aéreas não relataram problemas. Também na capital federal, os primeiros voos cumpriram o horário previsto.
Entretanto, representantes do sindicato dos aeroportuários de Viracopos informaram que a paralisação afeta, principalmente, o terminal de cargas do aeroporto. Segundo eles, há aeronaves paradas. A Infraero confirmou que a greve prejudica o embarque e desembarque de cargas e que o plano de contingência montado pela empresa está conseguindo evitar transtornos para os passageiros.
Protestos
Em Brasília, um carro de som dos sindicalistas foi posicionado na plataforma de desembarque desde a meia-noite. De acordo com o diretor nacional de saúde do Sindicato Nacional dos Aeroportuários, Francisco Barros, 70% dos 30 funcionários do turno das 23h às 7h aderiram à paralisação.
“A partir das 8h, quando o movimento no aeroporto se inicia, será possível sentir a paralisação”, diz Barros. A categoria promete paralisar todas as atividades de responsabilidade dos aeroportuários.
A primeira decolagem do aeroporto Juscelino Kubitschek nesta quinta-feira ocorreu às 5h02, com destino ao Rio de Janeiro. Durante o dia, 119 voos deixam a capital e 110 chegam.
São Paulo
Uma manifestação em frente ao setor de desembarque marcou o início da greve no aeroporto de Cumbica, em Guarulhos, na região metropolitana de São Paulo. De acordo com Francisco Lemos, presidente do Sindicato Nacional dos Aeroportuários (Sina), entre 1.400 e 1.500 dos cerca de 2.000 funcionários das áreas de operações, segurança aeroportuária, terminais de cargas e passageiros e programação de voos de Cumbica aderiram à greve, e serão mantidas apenas 30% da atividades essenciais do aeroporto. Nenhum funcionário da área de navegação aérea deverá parar, garante o presidente do sindicato.

Infraero descarta problemas
O diretor de administração da Infraero, José Eirado, disse, na quarta-feira (20), que a greve dos funcionários da estatal não deveria comprometer a operação dos três aeroportos.

A Infraero tem 2.781 funcionários nos três aeroportos, que realizam tarefas como posicionamento de finger (estrutura que liga o terminal de passageiros aos aviões e é usado para embarque e desembarque), auxílio no posicionamento das aeronaves nos pátios e operação dos sistemas de informação aos passageiros (painéis e sistema de som). A previsão, segundo Eirado, é que 20% deles participem da greve.
Movimento no Aeroporto de Brasília por volta das 7h desta quinta-feira (20) (Foto: Rafaela Ceo/G1) 
Movimento no Aeroporto de Brasília por volta das 7h desta quinta-feira (20) (Foto: Rafaela Ceo/G1)


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...