EM CASA

EM CASA

sábado, 26 de junho de 2010

Dos gramados às minas de carvão?

Por Redação Yahoo!
Após a humilhante derrota por 7 a 0 para Portugal, a seleção da Coreia do Norte provou que, de fato, não repetiria o bom desempenho de 1966, quando eliminou a Itália, em um histórico triunfo por 1 a 0. Porém, as consequências da goleada lusitana parecem ter ido além do esperado. Segundo o jornal alemão Bild, os jogadores podem ser punidos de maneira trágica: todos seriam obrigados a abandonar o futebol e trabalhar em minas de carvão.
Moon Ki-Nam, um técnico norte-coreano que deixou o país em 2004, disse à agência de notícias AP: “Quando vencem, os jogadores são presenteados com grandes casas. Entretanto, se perderem, podem ser enviados para minas de carvão”, garantiu.
O periódico alemão continua: “As famílias dos jogadores estão em observação ferrenha durante a Copa do Mundo. O bem informado serviço secreto japonês acredita que tal punição aos jogadores, de fato, acontecerá." Tendo em vista o manto de sigilo adotado pelo governo norte-coreano e as proezas militares aterrorizantes por ele feitas, é difícil dizer se tal “vingança” é verídica.
O que torna o castigo improvável é o fato de que as eliminatórias para a Copa da Ásia começam em breve. Além disso, o astro Jong Tae-Se, chamado de “Rooney asiático”, voltará para a disputa da liga japonesa, pelo Kawasaki Frontale. Hong Yong-Jo também deve retornar à Rússia, onde joga pelo Rostov.
Segundo o desertor Joo Shim-Il, o mesmo rumor das minas de carvão rondou os norte-coreanos, quando foram derrotados por 5 a 3 pela seleção portuguesa, após estar vencendo por 3 a 0. “As pessoas disseram que, durante a Copa na Inglaterra, eles estavam bebendo e se entretendo com mulheres. Dizem que alguns foram enviados para as minas de carvão e, por isso, nunca repetimos o desempenho de 1966”, declarou à BBC. Coincidência ou não, o fato é que a Coreia do Norte só voltaria à Copa 44 anos depois.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...