EM CASA

EM CASA

quarta-feira, 2 de junho de 2010

Curiosidade - Nem todo o mundo sabe disso

Eis ai uma verdade por inteiro. A locução é todo o mundo (com o artigo), e não todo mundo. Os que apreciam tudo ao pé da letra não aceitam o uso do artigo aí, argumentando que não é possivél todo o mundo ir a uma festa, todo o mundo rir, etc. Certamente, são pessoas que iginoram a existência de uma figura de linguagem chamada metonímia, pela qual podemos empregar o continante (mundo) pelo conteúdo (homens, pessoas). É ainda essa mesma figfura que nos permite construir "Todo o país assistiu ao programa", onde se usa país (continente) por (conteúdo).
Outro caso de metonímia encontramos em, "beber um copo dágua". O que se bebe, evidentemente, não é o copo (continente), mas a água (conteudo). Felizmente...
A caixa Econômica Federal, órgão do governo, que, portanto, tem o dever de prezar a língua nacional, anuncia que tem o cheque azul, aquele que todo mundo aceita. Será mesmo que todo o mundo aceita? Aqui já está um exemplo de quem não aceita.
(Texto extraido do livro -NÃO ERRE MAIS- de Luiz Antonio Sacconi 18ª edição)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...