DAHIANA DIVULGAÇÃO

DAHIANA DIVULGAÇÃO

IR

IR

ADAUTO NASCIMENTO

ADAUTO NASCIMENTO

SAAE

SAAE

sexta-feira, 12 de agosto de 2016

Com recorde e empate, americana se torna primeira negra campeã olímpica

Simone Manuel vence os 100m livre feminino, empatada com a canadense Penny Oleksiak, e faz história ao ser a primeira negra a vencer uma prova olímpica individual

Por 
Rio de Janeiro


Uma prova com recorde olímpico já é uma daquelas para a torcida vibrar bastante. E o que falar de uma prova com recorde olímpico batido por duas pessoas? E se esse recorde olímpico, com direito a empate, foi conquistado pela primeira nadadora negra da história a ganhar uma medalha de ouro em Olimpíada? Difícil? Pode até ser, mas aconteceu na noite desta quinta-feira, no Estádio Olímpico de Esportes Aquáticos, no Rio de Janeiro. Simone Manuel, dos Estados Unidos, e Penny Oleksiak, do Canadá, empataram na primeira colocação da disputa dos 100m livre. Com 52s70, as duas estabeleceram novo recorde olímpico para a prova. Sarah Sjostrom, da Suécia, ficou com a medalha de bronze com 52s99. Como houve empate na primeira colocação, não foi distribuída medalha de prata.

Simone Manuel chora no pódio (Foto: Marcos Brindicci/REUTERS)Simone Manuel se emociona ao receber a medalha de ouro conquistada no Rio (Foto: Marcos Brindicci/REUTERS)
Com a medalha dourada no peito, Simone Manuel se tornou a primeira nadadora negra a vencer uma prova olímpica individual. Ele repete o que Anthony Nesty, ex-nadador do Suriname, fez nos Jogos de Seul, em 1988. O feito pode não ter sido comemorado sozinho, mas não teve a importância reduzida por isso. 
- Isso significa muito para mim, essa medalha. Ela não é só minha. É de alguns afrodescendentes que vieram antes de mim e foram inspiração. Espero que possa ser inspiração também para pessoas que vão vir depois de mim. É o que espero. Mas ao entrar nessa prova de hoje, eu tentei tirar o peso da comunidade negra dos meus ombros, que é algo que carrego comigo nessa posição. Mas espero que isso suma. Estou muito contente que posso estar nessa prova e diversificar o trabalho. Mas gostaria que chegue o dia que sejamos mais numerosos. Que não seja Simone, a nadadora negra. Porque esse titulo parece que eu não devo ganhar medalha ou quebrar recordes. Isso não é verdade, porque trabalho tanto quanto todo mundo.

Os 100m livre foi a segunda prova de Simone Manuel na Rio 2016. Antes ela havia caído na piscina para a disputa do revezamento 4x100m livre, quando ficou com a medalha de prata. Mas a história dela não termina aí. Nesta sexta-feira, pela tarde, ela vai disputar as eliminatória dos 50m livre. 
- Ganhar uma medalha em minha primeira olímpica é uma surpresa pra mim. É demais. Estou muito feliz. Eu nunca pensei que estaria nessa posição, mas eu sou tão abençoada e honrada por estar no pódio. Todo o meu trabalho duro valeu a pena e estou muito feliz com isso. Espero ser uma inspiração para os outros, que essa medalha sirva para inspirar pessoas a acreditarem que elas podem – comentou a nadadora logo após deixar a piscina.
Pódio 100m livre feminino (Foto: Reprodução/SporTV)Pela primeira vez na história, uma nadadora negra foi ao degrau mais alto do pódio olímpico (Foto: Reprodução/SporTV

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...