CÂMARA DE IBICARAÍ

CÂMARA DE IBICARAÍ

segunda-feira, 10 de junho de 2024

Chuva, frio, lama e muita força de vontade marcam mais uma caminhada bruta e insana



POR Arnold Coelho Jornalista MTB 6446/BA

Pensem em uma caminhada que tinha tudo para não acontecer. Depois de uma semana chuvosa, com previsão de mais chuva para o domingo frio, além de muita lama, neblina acompanhada de uma fina garoa, que reduziu a visibilidade da serra e das intermináveis ladeiras escorregadias e um percurso de muitas subidas, totalizando cerca de 25 quilômetros.

Esse foi o cenário ofertado para 27 aventureiros insanos que passaram por todas essas dificuldades e encararam essa aventura. Essa caminhada buscou o limite de alguns, principalmente de alguns “marinheiros de primeira viagem”. Aconteceram duas desistências e temos que enaltecer a postura das meninas que reconheceram os seus limites.

Saímos às 6h30 da entrada de Ibicaraí e depois de 40 minutos chegamos na Vila Santa Isabel. De lá pegamos a estrada rural - que leva para a região da Jussara - e entramos no ramal da fazenda de Luciano, onde começamos a subir.

Foram mais de duas horas de subida pela famosa Ladeira do Padre até chegarmos nos Gouvêias, onde encaramos outra subida por dentro do cacau até a segunda sede e paramos para reidratar, alimentar e alguns encararam um banho gelado na bica.

Continuamos a subir até a fazenda de Rui, onde paramos na represa que existe no local e alguns aventureiros se refrescaram nas águas geladas da represa e na  bica que existe no local. Na sequência continuamos a subir até o topo da serra.

A parte final foi de descida, o que não facilitou em nada, pois a lama e as imensas ladeiras do Córrego Grande machucam a musculatura e articulações dos ‘cansados aventureiros’. Já era final de tarde quando os últimos chegaram em Ibicaraí. Todos exaustos, satisfeitos e pensando na próxima aventura.

A turma foi composta por Arnold, Aroldão, Benígno, Fábio, Josa, Alex, Jai, Cristielle, Gabriel, Ícaro, Nikolly, Mara, Poly, Kauana, Samara, Riso, Narinha, Bobô, Gabriela, Elizangela, Carlos, Raul, Bruno, Léo, Luzinete, Carla e Cássia.

É preciso agradecer a Fred do Requeijão, que subiu de carro até certo ponto da serra (nos dando suporte) e nos ofertou um delicioso caldo de cana e atendeu as duas aventureiras que desistiram na metade do caminho, trazendo as duas em segurança para Ibicaraí.


Arnold Coelho

...Sempre caminhando

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Bahia Cacau participa das feiras Naturaltech e Bahia Farm Show

ASCOM Bahia Cacau  Os visitantes da Naturaltech em São Paulo e da Bahia Farm Show em Luís Eduardo Magalhães apreciaram mais uma vez o sabor ...